Enquanto o atacante argentino marcou 4 gols no últimos jogos, Rafael Sóbis não marca desde o ano passado, mas fez lindos gols em jogos treino que foram disputados pelo clube celeste.

Dos dois jogos que o Cruzeiro disputou tanto no Campeonato Mineiro quanto na Primeira Liga o argentino marcou 2 gols, 2 deles contra Chapecoense pela Primeira Liga e dois contra a equipe do Tricordiano de Três Corações pelo estadual.

Atualmente o jogador Rafael Sóbis vem sendo o titular, onde muitas pessoas questionam por ele jogar nessa posição e não render muito igual em antigos clubes por onde passou em sua carreira, principalmente o Tigres-MEX Fluminense e Internacional, onde jogava mais centralizado, marcava belíssimos gols e era ídolo das torcidas. Hoje em dia, Sóbis vem ouvindo várias críticas da torcida celeste pelo jejum de gols, mas ano passado contra o seu ex clube marcou 3 gols e virou de herói depois da bela passagem pelo Internacional e pelo jogo que ficou marcado para ele quando marcou 2 gols na libertadores para o time gaúcho onde deu a taça de vice-campeão para carrasco. E a torcida celeste deu um desconto, que claro tirou o Cruzeiro de uma fase desconfortável e fez um belo jogo e trouxe a vitória para o maior de Minas. Com o começo da temporada de 2017, o atacante vem fazendo ótimos jogos, se movimentando bastante e chegando várias vezes ao gol. Mas há quem queira ver o jogador jogando igual no antigo clube mais centralizado, marcando vários gols à favor do Cruzeiro e trazendo alegria aos torcedores.

Já o Ábila não é titular mas vem mostrando que merece a vaga na posição e mostrando que é um matador nato, apesar das bolas desperdiçadas. No huracán, o atacante foi uma das estrelas, principalmente jogando pela Sul-Americana onde fez oito dos 24 gols do time no Campeonato Argentino. Foi um dos artilheiros da Copa Sul-Americana do mesmo ano, com cinco gols. Fez muito sucesso no futebol argentino brilhando com a camisa do Huracán e fazendo golaços, deixando a equipe com a incrível marca de 53 gols em 103 jogos, com média superior a 0,5 gols por jogo.

Agora cabe ao técnico celeste escolher, alias, quem não queria ter esses dois jogadores em seu time?