Presidente celeste afirmou que futuro de trio será definido até fim da semana.

O Cruzeiro deverá anunciar nos próximos dias o futuro de pelo menos três jogadores que estão treinando separadamente na Toca da Raposa II e que não serão aproveitados por Mano Menezes em 2017, disse Gilvan em uma entrevista a um jornal na noite desta segunda-feira no troféu Telê Santana.

“Tem (negociação avançada) sobre Willians, Mena e também do uruguaio, o Federico Gino. Estamos acertando a saída dos três. A gente praticamente vai ficar sem nenhum jogador desses que estão treinando separadamente. Até o fim da semana acertamos todas essas saídas. Não vou adiantar o nome de nenhum dos times, mas estão adiantadas as conversas e devem sair mesmo dentro de pouquíssimo tempo”, garantiu o presidente, que insistiu em manter sigilo.

O destino de Federico Gino é uma total incógnita. Com vínculo na Toca da Raposa II até junho de 2018, o jogador chegou a estar nos planos do América, mas as negociações não avançaram. O Santa Cruz poderia ser o principal interessado no momento. Aos 23 anos, o brasileiro naturalizado uruguaio foi contratado pelo Cruzeiro em janeiro de 2016, mas definitivamente não teve sucesso em Belo Horizonte. Foram apenas 11 partidas disputadas, tendo sido a última em 20 de julho.

Além do trio, outro que realiza atividades na Toca da Raposa II em período diferente é o zagueiro Rafael Donato. O presidente Gilvan de Pinho Tavares não mencionou o nome do zagueiro em uma eventual lista de saídas. No início da temporada, o ABC de Natal chegou a demonstrar interesse na contratação do jogador, cujo contrato com o Cruzeiro vai até o meio deste ano.