Cruzeiro larga na frente, faturando os três primeiros pontos, sabedor de que em competição por ponto corrido cada jogo é uma decisão.

O Cruzeiro estreou no Brasileirão com vitória sobre o São Paulo, no Mineirão neste domingo por 1 a 0 gol de Ramón Ábila. Tanto o técnico Mano Menezes como Rogério Ceni precisavam da vitória para esfriar os ânimos de corneteiros e torcedores. Mano levou a melhor. No segundo tempo o gol de Ábila foi marcado logo aos 2min. E assim, a partida esquentou com as duas equipes procurando o melhor resultado. O Cruzeiro larga na frente consagrando os três primeiros pontos.

Que bom ver Fábio de volta ao gol azul. Um goleiraço, com conquistas e histórias. Não que Rafael estivesse mal. Longe disso. Atuou com muita segurança durante a ausência do titular e ídolo. Porém, Fábio é incontestável e com certeza deixou a torcida feliz com sua volta. Outro monstro na zaga é Dedé. Ele não perde uma bola por cima ou por baixo, dando a segurança necessária.

Para Hudson o triunfo no Mineirão foi uma resposta do elenco aos críticos. O volante revelou ter ficado surpreso com os questionamentos feitos em relação ao Cruzeiro, já que antes dos dois fracassos seguidos o time era elogiado pela opinião pública.

“A gente fica impressionado, às vezes, com o dinamismo que é o futebol. Antes do segundo jogo contra o Atlético, a gente era tachado como uma das melhores equipes do país. Perdemos dois jogos difíceis, contra equipes respeitáveis, que não é qualquer equipe que perde, e já fomos questionados. O importante é uma vitória hoje em casa. O Campeonato Brasileiro é muito difícil, os pontos em casa são importantíssimos, e é bom para dar uma confiança a mais agora. Enfim, a caminhada é longa, é jogo após jogo, não pode se iludir com resultados positivos. E também não pode se abater demais quando as derrotas vêm. O Cruzeiro é muito grande, tem elenco bom e vai brigar por título”

As mamães cruzeirenses vão terminar o dia dedicado a elas mais felizes.  A vitória serviu para amenizar o momento turbulento da Raposa, que vinha de derrota na final do Mineiro e eliminação na Copa Sul-Americana, e piorar, ainda mais, a fase do São Paulo.