Até o clássico com o Atlético, o meia Thiago Neves ainda não havia feito gols pelo Cruzeiro. Durante a semana o jogador lembrou seu histórico em clássicos por outros clubes, inclusive quando marcou três vezes num Fla-Flu.

Então, nada melhor do que vencer o maior rival para afastar qualquer time de contestação. Foi o que fez o Cruzeiro diante do Atlético-MG, com o triunfo por 2 a 1. Com gols de Thiago Neves e Arrascaeta. A maior de Minas venceu o rival pela segunda vez em 2017.

Além de garantir a segunda colocação do estadual, o Cruzeiro ainda quebrou o aproveitamento de 100% do rival no campeonato. De quebra, o tabu no clássico mineiro está mantido. Já são sete encontros sem vitórias do Atlético, com cinco triunfos do Cruzeiro e dois empates.

E ontem nevou em BH. Thiago Neves recebeu na medida de Arrascaeta após jogada rápida de Diogo Barbosa e colocou o Cruzeiro na frente ainda no início do primeiro tempo. Com expulsão de Fred após agressão clara ao Manoel, a Raposa aproveitou a vantagem e ampliou o placar com Arrascaeta aos 13 na etapa final. Elias descontou para o rival.

Outros destaques na partida foram Rafael Sóbis e Hudson. Sóbis, o Beckham brasileiro, entrou pilhado em campo. E como deve ser em clássico! Falou. Gesticulou. Discutiu com o juiz. Provocou adversários. Saiu da área para buscar e distribuir o jogo. E quase fez um golaço num chute no segundo tempo que passou cruzado no ângulo do time de preto e branco.

Com show da torcida e Mineirão lotado, o Maior de Minas consagrou a vitória por 2×1 no Campeonato Mineiro e segue na disputa do campeonato.

O Cruzeiro segue invicto na temporada e é o vice-líder do Mineiro, com 24 pontos, três a menos que o líder Atlético-MG. O Galo segue há sete clássicos sem conseguir bater o rival. A Raposa volta a campo contra o Nacional-PAR, pela Copa Sul-Americana, nesta terça-feira, no Mineirão. O Galo pega a Caldense, no próximo domingo, pelo estadual.

“Êta, êta, êta, quem faz gol em clássico não é o Fred, mas sim o Arrascaeta!”